A crise dos vapes nos EUA - episódio do Banza Cast |

A crise dos vapes nos EUA – episódio do Banza Cast


cigarro

Bem vindos ao BanzaDrops, meu nome é Marlon e eu aposentei meu cigarro eletrônico. Meu nome é Marcos e eu sou o único daqui que não tem um cigarro eletrônico. Eu sou o Cristão e cigarro eletrônico é diferente de vaporizador. Eu sou o Heitor e vaporizador para mim só de erva seca.

Aqui a gente dichava o banza, bola uma ideia e fuma ela, fogo na bomba!

E caso queira ouvir mais podcast, clica ai.

Gente, vale a pena lembrar que nós não somos médicos, nem especialistas em biomedicina, o que a gente fez foi sentar, estudar e tentar entender o que está acontecendo. 

Hoje é dia 23 de setembro acabaram de começar os casos, então está tudo um turbilhão de informações. E essas foram as informações que nós conseguimos absorver até o momento, se a gente falar alguma groselha aqui avisa pra gente.

Seguinte mano, recentemente está muito na moda o consumo de cigarro eletrônico, na Europa, nos Estados Unidos, no Canadá, e em todo o canto. 

É demais velho, eu fui a Paris e a Londres, ano passado, e em todo lugar que você olha tem gente usando cigarro eletrônico e um monte de lojinhas de cigarro eletrônico, uma do lado da outra, vendendo mesmo. 

Assim, a novidade ainda não chegou no Brasil para grande maioria, lá tem muito maconheiro que fuma. Não é só maconheiro, é não maconheiro, muita gente usa pra substituir a nicotina. 

Aqui eu vejo muito pouco, tanto que quando eu vejo, às vezes, eu vou trocar uma ideia com o cara, por que geralmente é maconheiro.

Coincidentemente, ou não, a galera que usa cigarro eletrônico no Brasil também é maconheiro. Com essa explosão de uso, vão acontecendo coisas, coisas que de repente não são bem esperadas, não sei se é bem assim que a gente devia dizer, mas o que está acontecendo é que nos EUA as pessoas estão adoecendo, de uma doença misteriosa pulmonar.

No dia 16 de agosto apareceu a primeira paciente e até agora já são 530 casos reportados em 38 estados, com 7 casos de mortes confirmados, além de outros casos da doença no Canadá. 

A doença é chamada de Pneumonia Lipoídica e ela é causada pelo que parece acumulo de produtos oleosos na parede pulmonar. 

A hipótese atual é que esse composto oleoso é o acetato de vitamina E, que pode estar ligado a compostos usados em espessantes de líquidos para cigarros eletrônicos.

Então, as cápsulas que possuem um liquido, por algum motivo, quando a pessoa fuma esse tipo de cigarro, ela entra direto na parede do pulmão e intoxica a pessoa. 

Um composto químico presente nos óleos dos cigarros eletrônicos, pode ser a causa dessa doença. Isso, pode ser, na hipótese atual diz que sim.  Imagina assim, produto tá lá, pode ou não ter THC, ou nicotina, também pode ter ou não. Inclusive pode não ter nenhum dos dois. 

De acordo com o CDC dos EUA – o que é CDC Heitor? – eu ia falar código de defesa do Consumidor, mas é Center for Disease Control and Prevention – é centro de controle e prevenção de doenças dos Estados Unidos.

De acordo com o CDC, 72% dos casos reportados eram homens, 67% entre 18 a 34 anos e 16% dos casos eram de pessoas com menos de 18 anos – muitos jovens que não deviam estar usando esse tipo de produto. 

Baseado nos dados inicias de alguns estados que conseguiram pegar alguns dados, a maioria dos pacientes reportaram que estavam usando o cigarro eletrônico com produtos de THC. Alguns reportaram que usam THC e nicotina, poucos reportaram usar apenas o cigarro eletrônico com nicotina. 

O extrato do que é consumido no cigarro, é um concentrado, seja lá da nicotina ou do THC junto dos outros componentes. 

E ai a galera usa outras coisas para ralear, render, só que quando ele está raleado ele fica mais líquido, ele mais espeço, ele dá noção do concentrado que está – fica um melzinho.

Geralmente esses extratos, no geral, quanto mais espeço mais concentrado. Então teoricamente, melhor a qualidade. 

Ai o pessoal começou a usar coisas para ralear, nessa pegada eles começaram a usar espessantes, para dar aspecto de novo no negócio, mais grosso e mais puro, aparentemente tá lá. 

Então, teoricamente o problemas está nos líquidos paralelos, nos juices paralelos, falsificados. Eu gostei muito do “paralelo”, por que paralelo não é necessariamente falsificado, falei isso com o Heitor hoje.

Jogar só nos falsificados não é justo, as vezes eram um produto de qualidade menor. Não só isso, tem muita gente fazendo os próprios líquidos. 

Na comunidade de cigarro eletrônico, e desse tipo de vaporizador que é focado no liquido, é muito comum as pessoas fazerem suas próprios preparações.

E assim, é muito possível, se você para pensar, alguém comprar algum produto e fazer uma mistura que não deveria, ou em uma quantidade que não deveria.

E não deveria é muito relativo, por que a gente não tem estudos o suficiente. Exatamente, a gente ainda não sabe como nosso corpo vai reagir a vaporização daqueles produtos. 

E é interessante que isso está surgindo como um surto, a gente não tem muita informação sobre o caso ainda, sobre o que está acontecendo com as pessoas, não tem muito tempo para ter um estudo muito grande. 

Inclusive por questão desse surto, é um dos indícios que é algo que aconteceu a pouco tempo, por que os vaporizadores com diversos compostos já são usados a mais de uma década e a galera não tinha esse tipo de doença tão aguda, por que os cigarros eletrônicos desse tipo já estão sendo usados a mais de uma década e as pessoas não estavam tendo doenças nesse nível. 

Quais são os principais sintomas que o CDC estava apontando? Tosse, respiração curta, dor no peito, náuseas, vômitos que levem a pessoa pro hospital e há pessoas que ficam em coma induzido, tomando esteroides na veia para o corpo se recuperar do processo inflamatório.

Mas que curioso, como eles descobriram? Qual foi o caso que fez com que eles descobrissem que estava havendo um problema maior?

Foi esse caso da paciente em 6 de agosto que deu entrada, ela estava com o pulmão completamente comprometido, tiraram um Raio X e de cara tiver certeza que era infecção bacteriana ou viral.

Só que tentaram achar uma lógica e não encontraram, então fizeram um monte de exames e um dos exames descobriram essas bolsas de óleos dentro do pulmão. Como essas bolsas de óleo no pulmão se formam?

A pessoa vaporiza o liquido que sai desse composto, que sobe como gás, vapor, chega dentro do pulmão ele bate na parede, ele resfria e condensa.  O que o corpo faz? Gera um processo inflamatório e capsula o óleo – faz muito sentido.

De acordo com o CVC, todas as pessoas que tão chegando lá com essa Pneumonia Lipoídica, são usuários de cigarros eletrônicos. É a única coisa que tem em comum mesmo. O que o CVC admite que não sabe, as causas especificas dessa doença no pulmão. 

As investigações ainda não identificarão, nenhum tipo especifico de cigarro eletrônico, ou produto para vaporização, dos dispositivos aos líquidos, pods de refis (que são aqueles cartuchos), os pods de refil e os cartuchos ou qualquer substancias. Eles ainda não descobriram exatamente o que está causando.

O que o CDC recomenda? Eles recomendam, é lógico, por enquanto evitar o uso de cigarros eletrônicos, a base de óleos – no documento do CDC em momento algum citam os vaporizadores de ervas secas. 

Heitor deu uma aliviada quando leu isso, por que ficou feliz que vai poder continuar fumando o dele, de boa.

Eu sou um feliz usuário de vaporizador de ervas secas. Praticamente não fumo mais no dia a dia, fico só no vaporizador e tenho aqui ao meu lado o Cristão que também é um feliz usuário.

Eu não fumo mais, só vaporizo. Eu tenho dois vaporizadores um de backup, pode ser um de rolê, eu só vaporizo agora. 

Mas a gente usa o vaporizador de erva seca, porque ele não vai nada além da erva que você coloca ali dentro. E se ela fosse dar Pneumonia Lipoídica, a gente estava a 10.000 anos tendo Pneumonia Lipoídica. 

E não faz sentido, não tem nenhum tipo de óleo na vaporização da erva – acredito eu, posso está falando merda.

Eu acredito que seja uma química muito mais limpa, até tem óleos, mas não na quantidade necessárias para causar uma lesão dessa. Quando você vê alguém usando um vaporizador de liquido, quando a pessoa solta, saí um vaporzão gigante, uma nuvem branca densa.

O vaporizador de ervas secas é só um vaporzinho fininho, tanto que os de fumaça, esses líquidos, eles te dão pigarro, eles deixam muitos resíduos. Você sente que fica resíduo, no vaporizador não fica nada. Sobe um pouquinho de óleo sim, tanto que o próprio vaporizador fica um pouco melado, tem um resíduo.

Mas pelo que parece, nem próximo da quantidade necessária; acho que pro pulmão não chega a fazer diferença não, mas é a mesma coisa, a gente ainda não tem estudos suficientes. 

Por isso deveria legalizar, para podermos estudar, para entender e conhecer. A maioria dos casos, nos EUA parece estar relacionado a mercado negro, no Brasil a gente só tem mercado negro. 

Todo vaporizador que estamos usando está vindo do mercado negro, por que é proibido vender. Pelo menos os ligados ao THC – não todos os cigarros eletrônicos são proibidos no Brasil. 

Inclusive na lei, coloca tudo na mesma categoria, cigarro eletrônico e vaporizadores, pra eles são tudo objetos de fumar.

O Brasil é uma referência internacional anti tabagismo, por que também bate em chiclete de nicotina e adesivo de nicotina – já ouvi falar que a gente foi usado como exemplo no exterior, por que a campanha que nós temos nos cigarros é uma campanha muito agressiva, não existe em outros países. 

Aprenderam com o Brasil a colocar na contracapa fotos e avisos, é uma referência pesada, mas mesmo assim temos um imposto muito brando em cima dos cigarros, em outros países cigarros são muito mais caros. 

Inclusive a Índia tem a segunda maior população de fumantes do mundo, perdendo só pra China, acabou de banir tudo ligado a vaporizador, não vai poder produzir, nem importar, nem exportar. 

O mercado de vaporizadores está tremendo. De Abril pra cá a Juul perdeu 1/3 do valor no mercado de ações, não está só ligado ao episódio de agora, mas com todo esse processo acontecendo dá um back em todo setor. 

E que bom que dá, por que tem gente morrendo, tem que descobrir o que está acontecendo, não dá pra continuar o uso discriminado sem uma pesquisa por trás. Esse usuário do reddit falou que a parte boa é que agora o FDA, vai cair com as duas botas em cima da situação. 

E é justo, mais uma vez só pode fazer pesquisa, só pode o poder público atuar inteligentemente em cima, se for legalizado. 

A gente tem muito incentivo a legalização, esse é só mais um, ter estudos para entender os produtos que a gente usa e todas as ferramentas que a gente utiliza para poder fazer esse consumo. 

Muito obrigado a você que está escutando até o final, você que segue a gente no Instagram, que chegou aqui através do instagram, que ta conhecendo o podcast, satisfação total.

Muito obrigado a todo mundo que vem trocar ideia no direct, que deixa respostas nos comentários, valeu brother que pediu vídeo do Heitor fazendo a piteira. Satisfação total, muito obrigado.

E se você acha que a gente falou alguma merda aqui – lembrando que ninguém aqui é profissional – ninguém aqui é médico, para saber com propriedade do que ta falando, a gente só sentou e estudou pra saber do que a gente estava falando. 

Se você acha que a gente falou alguma merda aqui e quer acrescentar alguma coisa, manda pra gente nos comentários lá no Instagram ou no direct. Ou se tiver saído uma notícia nova de lá pra cá também tudo pode mudar, nos hoje estamos no olho do furacarão estudando pra caramba.

Fizemos também uma lista de análises com todos os reviews que já escrevemos ou gravamos de cada modelo de vaporizador de ervas.

Posts Recentes